quinta-feira, 17 de março de 2011

A Tentação; Dom Columba Marmion

Coloco um pedaço do livro “Os mistérios de Jesus Cristo” De Dom Columba Marmion,  um bom livro para refletirmos nesse tempo de quaresma.
Tratando da tentação de Jesus ele fala sobre como não devemos temer a tentação, mas ficarmos firmes pois Deus permite, e mesmo quando pensamos ser mais abrigados e por isso não devemos temer.


...Muitas pessoas, mesmo piedosas, crêem que a tentação é um sinal de condenação. Mas, a maior parte das vezes, é o cantrário! Tendo-nos tornado discípulos de Jesus pelo Batismo, não podemos “estar acima de nosso divino Mestre”. Quia acceptus eras Deo, NECESSE FUIT UT tentatio probaret te. “Porque eras agradável a Deus, foi necessário que a tentação te experimentasse”. É o próprio Senhor quem no-lo diz.
Sim, o demônio pode tentar-nos, e tentar-nos poderosamente, e tentar-nos quando nos julgamos inteiramente ao abrigo dos seus dardos: nas horas de oração, depois da sagrada comunhão; nesses momentos abençoados pode sugerir-nos pensamentos contra a fé, contra a esperança, pode induzir o nosso espírito à independência para com os direitos divinos, à revolta; pode despertar em nós todas as paixões. Pode, e não deixará de o fazer.
Repito, não nos admiremos; nunca nos esqueçamos de que Jesus Cristo, em tudo nosso modelo, foi tentado antes de nós, e não só tentado, mas tocado pelo espírito das trevas; permitiu ao demônio pusesse a mão na Sua Santa Humanidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário